01 julho, 2008


Delícia!

Tenho sede e fome
Da tua pele e da gula do teu cio,
Da tua boca quente no meu seio
Aquecido pelo desejo
Do teu corpo sobre o meu.

Teu abraço e teu beijo
É a senha que se assanha
Para abrir minhas entranhas,
E com tanta gana, você me prova,
Aprova e com emoção sorri!

Delícia de prazer
Que nos faz melhor,
A cada encontro desse amor
Nem tão proibido assim!

13 comentários:

camila disse...

Que delícia de poesia!
Um verdadeiro encanto!
Bjs.

martha rodrigues de mello disse...

Deu-me água na boca...Rsssss!!!
Parabéns!

Anônimo disse...

Puro tesãooooooo...

ieda silveira disse...

Amei....tudinho. Você é genial.
Um abraço!

Sei que existes disse...

Lindo poema cheio de amor!
Beijo grande

Mariza disse...

Ah!
Esse corpo sobre o meu é tudo o que todos nós queremos....ehehehe.
Parabéns, adorei ler também essa poesia no jornal.
Abs!

Lúcia Helena disse...

Elenara!
Achei uma "delícia" tuas palavras, tua poesia e todas as intenções nela contida.
Um show!!!!

Marcos disse...

Gostei muito. Tu manda ver com muita emoção.
Um abraço e parabéns.

Rosanna disse...

Delícia puraaaaaaaaa.....

Karen Simões disse...

Esse você me prova, aprova e depois sorri é lindo demais!!!
Um beijão!

uma amigah disse...

Realmente o amor é eterno quando verdadeiro...
Muita paz e luz no teu coração.
Bj.

Anônimo disse...

Demais....

Anônimo disse...

Uma sobremesa de primeira, com certeza!
Feliz quem dela já provou..... ehehehe!!!
Beijoooooos.